Tasmânia : O estado australiano dos parques naturais.

03:56:00

Encontrar um único adjetivo pra descrever a Tasmânia não é tarefa fácil. A ilha no extremo sul da Austrália, conhecida pelas suas montanhas, lagos, praias desertas e cidades pacatas é um dos destinos imperdiveis no país.

Tasmânia pra mim é significado de estar conectado com a mais pura natureza. A cada parque nacional que visitavámos, mais certeza tinhámos que encontrar lugares assim é um privilégio.





Era meu aniversário, tinhámos só 4 dias e muita coisa para ver. Acabei me centrando mais nos Parques Nacionais, mas também tive tempo de passar uma manhã em suas aprazíveis cidades como a capital Hobart e a simpática Launceston.


Hobart

Passear por Hobart é um verdadeiro prazer. Com 200 mil habitantes, a capital da Tasmânia tem ar de cidadezinha pequena, com ruas tranquilas e um centro super charmoso.
É lá, na famosa praça de Salamanca, onde todos os sábados acontece um mercado de rua famoso entre os locais e turistas. Nós não tivémos a oportunidade de visita-lo porque chegamos numa segunda, mas tivemos a sorte de encontra-lo repleto de gente pelo feriado do Australian Day. 



Prisão de Port Arthur


Fizemos o caminho de aproximadamente duas horas pra chegar até lá com um clima bastante instável e no final acabamos desistindo de entrar. A entrada é carissíma ( 50 doláres por um circuito completo) para um visita por detrás dos edificios antigos que fazem parte da prisão. Torturas e isolamento eram praticados em Port Arthur assim como as primeiras provas de educação vocacional dentro de um complexo carcerário.




Parque Nacional Mount Fields

Nosso primeiro contato com a Tasmânia Natural foi nesse parque. Repleto de cachoeiras e circuitos a pé por dentro da montanha, Mount Fields está a somente a uma hora de Hobart. 




As famosa cachoeira Russells é a atração principal do parque, ainda que pra mim, só de caminhar entre as suas enormes árvores e encontrar com os inúmeros wallabies já vale a visita.





Você pode acampar dentro do parque só com o passe para os Parques Nacionais (custa 60 doláres e é valido por um mês) mas em temporada alta é melhor ligar no Visitors Centre e fazer reserva antes.


Freycinet National Park

Parque Freycinet é "dono" da famosa Wineglass Bay, seu cobiçado View Point é uma das principais propagandas da Tasmânia. Chegar até a disputada Baía é bem fácil: uma caminhada de 25 min te leva até o mirante e outra descida de 20 min até a praia. Um passeio mais que recomendado.






Depois de chegar a Wineglass, você pode seguir caminhando até a Hazards Beach e de lá, completar o circuito com mais duas horas de caminhada. Nós deixamos pra fazer o caminho inverso no dia seguinte, e não tivemos muita sorte. Choveu, o tempo esfriou e infelizmente não conseguimos boas fotos de Hazard.


Os wallabies que encontramos no meio do caminho

A melhor foto que conseguimos de Hazards Beach

Ainda no Freycinet, você pode visitar Coles Bay e Richardsons Beach que é a zona dos hotéis, campings e restaurantes. O centro de visitantes também está lá.

Vista de Coles Bay

Bay of Fires


Na minha opinião a praia de Binalong Bay é a mais bonita que visitei na Tasmânia. Praia deserta, água cristalina e areia branca caracterizam toda a costa de Bay of Fires. Chegar até lá desde o Parque Freycinet é rápido e fácil: pegue a estrada até St Helens e siga as indicações a The Gardens.




Ainda que não tenha visto nenhum camping (nós dormimos no Freycinet) é possível encontrar alguns apartamentos para alugar a beira-mar e poucos hotéis. Passar mais de um dia lá seria o ideal se você viaja com mais tempo.

Cradle Mountain National Park

A estrela do famoso Overland Track na Tasmânia é uma imensidão de montanhas e lagos. A atração principal de Cradle (como em quase todos os paques nacionais) é o trekking. Existem cerca de 5 circuitos diferentes pelo Parque Nacional, que estão devidamente indicados com hora de duração e dificuldade. 



Nós fizemos o Dove Lake Circuit de aproximadamente 2h30 , bastante leve. Vi inclusive famílias com crianças fazendo esse passeio. Cradle foi um dos parques nacionais que mais me impressionou justamente pelo seu tamanho e pela quantidade de circuitos a pé. Tanto que fiquei com muita pena de não ter mais dias disponíveis pra fazer os outros. 






Saímos de Cradle direto para Launcenton para pegar o vôo de volta pra Sydney. Apesar de ter passado lá uma tarde, não temos fotos porque a bateria da nossa câmera acabou e ficamos sem nenhum registro da segunda maior cidade da Tasmânia. 

A Tassie (para os íntimos) é um lugar para estar rodeado de natureza. Se você é amante de trekkings e quer perder de vista qualquer sinal de internet, esse é o lugar. Mais um destino da Austrália que ganhou meu coração.






















You Might Also Like

0 comentários

Fazemos parte