O meu caso de amor com o Vietnã

06:32:00

Não existe bem uma receita pra você amar ou não um país, mas eu acredito, cada vez mais, que grandes expectativas geram também grandes decepções. Minha expectativa com o Vietnã era normal, mas confesso que ela foi piorando depois que li vários posts com as experiências dos viajantes por lá. Muita gente disse que não tinha gostado do país, seja porque não gostou do que viu ou simplesmente achou o povo vietnamita frio. E depois disso tudo ainda escutei  que a corrupção na fronteira era uma das piores de todo o Sudeste Asiático.




Viajamos desde Luang Prabang no Laos, numa interminável  viagem de ônibus de 27 horas . Com tanto tempo de viagem, acabamos conhecendo a Micaela e o Leandro, dois argentinos que também ficaram um ano na Nova Zelândia trabalhando e estavam mochilando pela Ásia. Ficamos muito amigos e trocamos várias dicas. Nos levamos tão bem que decidimos ficar no mesmo hostel em Hanoi e fizemos o cruzeiro juntos por Halong Bay.


Nosso Sleeping bus

Eu junto com a Mica e o Leandro



A passagem pela fronteira foi muito tranquila e além de não cobrarem propina, os policiais nos deixaram passar primeiro do que os outros passageiros que vinham no mesmo ônibus. Naquele momento vi que nem todas as opiniões de outros viajantes podem ser levadas a sério.

Chegamos em Hánoi tarde da noite e fomos diretos ao Old Quarter, que é a zona mochiliera da cidade. Ali mesmo tive minha primeira boa impressão do Vietnã. Eu tenho um problema grande com capitais porque quase sempre as detesto. E Hánoi junto com Bangkok foram as únicas que conseguiram roubar meu coração.

Nosso primeiro contato com Hanói foi no Old Quater

No dia seguinte visitamos todos os rincões do Old Quater, passeamos pelo Hoan Kien Lake, visitamos o Mausoléu do Ho Chi Min, o Mercado diurno e noturno da cidade e conhecemos o estilo de vida vietnamita. E quanto mais eu conhecia Hánoi e sua gente, mais eu gostava do Vietnã.
Nessa mesma noite saímos para provar a cerveja mais barata do Sudeste Asiático (só 0,25 por um chopp) e  conhecemos um vietnamita que vivia há 20 anos nos EUA, era arquiteto, já tinha viajado o mundo e nos contou várias coisas curiosas do seu país. Depois de umas quantas cervejas nos despedimos dele com a melhor coisa que levamos do Vietnã: sua gente.


Mausoléu do Ho Chi Min

Mercado de rua da capital


E se Hánoi já tinha roubado nosso coração, Halong Bay deixaria uma das melhores recordações de toda viagem. Contratamos um cruzeiro pela Baía de Ha Long juntos com a Mica e o Leandro e já amamos o primeiro dia. Mas além  da paisagem que nos deixou apaixonados, confesso que as pessoas que conhecemos no cruzeiro foram essencias para que a nossa experiência por lá fosse inesquecível. O nosso guia era um amor (diferente dos comentários que eu tinha escutado sobre os guias dos cruzeiros) e o grupo de viajantes que conhecemos foi sem dúvida o melhor. Na nosssa primeira noite no barco praticamente viramos amigos de infância, contando as historias engraçadas das nossa viagens, dos nossos próximos destinos e da sorte que tivemos de nos encontrar naquela viagem.


Aproveitando o primeiro dia na Baía de Ha Long


Nosso grupo


Na nossa última noite na praia de Cat Ba, sentamos olhando as estrelas, cada um disse 3 coisas que mais tinham gostado daquela viagem e uma das respostas sempre era: ter encontrado um grupo tão legal em um lugar tão mágico.
Nossos três dias por lá foram incríveis e Ha Long já é para nós, um dos lugares mais especiais de todo Sudeste Asiático.





Depois de uma semana no país era hora de dizer até logo (porque um dia ainda volto). 
Nós já tínhamos comprado nossa passagem para Tailândia e até cogitei a possibilidade de cancelar só pra ficar por lá mais tempo. Meu namorado me convenceu a seguir com os nossos planos já que, com a passagem de volta pra Austrália, tinhámos que correr contra o tempo.
O Vietnã deixou um gostinho de quero mais e por esse motivo esperamos voltar em breve ao país. 
Porque meu caso de amor com ele merece repeteco.....





Próximo post darei mais dicas de como contratar um cruzeiro por Halong Bay.

You Might Also Like

0 comentários

Fazemos parte