Dicas imperdíveis antes de planejar sua viagem a Fiji

02:37:00

Fiji não é um destino muito comum entre os brasileiros e europeus, e por isso a minha dificuldade de encontrar dicas pra viajar por lá foi díficil. Peguei algumas dicas no blog Preciso Viajar, da Fernanda Souza e em outros que encontrei em espanhol. A maioria dos viajantes são australianos e neo-zelandeses e alguns americanos.
Minhas maiores dúvidas estavam em como se locomover pelas ilhas, e claro, as que valiam a pena visitar.


Paraíso



Fiji é formada por 300 ilhas e salvo a ilha principal, Nadi (pela qual você deve chegar no país) todas as outras são pequenas com apenas um resort. Quando eu falo resort não estou necessariamente falando em luxo, a maioria dos resorts contavam com quartos compartilhados para mochileiros.




Como chegar:

A maioria dos vôos diretos saem da Austrália, Nova Zelândia ou Los Angeles, nos Estados Unidos. Fiji Airwairs é a compania bandeira do país e desde Sydney por exemplo há vôos diários.

Depedendo da hora do seu vôo, talvez você tenha que dormir em Nadi uma noite. Se preferir ficar mais dias, recomendo ler bastante sobre os lugares que valem a pena. Eu particularmente não achei graça em Nadi e o dia seguinte fui direto a ilhas Mamanucas.

Melhor época pra visitar:

A época chuvosa vai de novembro até abril.
Setembro e outubro são melhores meses para mergulhar com a rayas e tartarugas marinhas, ainda que a época seca é entre maio e outubro, a mais indicada para viajar e evitar as chuvas. 


"Enquanto você esá no bar, eu nado com Mantarayas"
Propaganda da grande atração de Mantaray Resort

Visitar Fiji em época chuvosa pode estragar suas férias. Nós fomos em janeiro e até tivemos sorte porque só choveu dois dias. Mas conheço muita gente que mal pôde aproveitar o que o páis tinha de bom. Eu mesma tive que pagar um SeaPlane porque com a chuva os ferries deixaram de circular e não podíamos voltar a ilha principal e pegar o vôo de volta a Sydney.


Como se locomover entre as  ilhas:

South Sea Cruises e Awesome Adventures tem barcos diários para as ilhas Mamanucas e Yasawas. Na verdade as duas empresas fazem pate do mesmo grupo com a única diferença que uma circula pelas Mamanucas e a outra pelas Yasawas, fazendo trajetos completamente diferentes.


Os dois barcos que fazem a travessia


O Bula pass vale a pena?
O Bula Pass é uma espécia de passe que te dá direito de circular pelas ilhas pagando um bilhete único de acordo com os dias que você viajará pelas ilhas Yasawa e Mamanucas. Para viajar pelas Mamanucas você pode comprar separado mas se for direto para as Yasawas praticamente você está obrigado a comprar o Passe, já que pelo menos na página web não te dá a opção de comprar separado. Comprar na hora também não é recomendado porque os barcos saem lotados.


Vistas desde o ferry que circula pelas ilhas

O que eu fiz por exemplo foi comprar os bilhetes separados enquanto viajava pelas Mamanucas e comprar o Bula Pass a partir do dia que comecei a viajar pelas Yasawas, Assim economizei bastante. Na pagina do South Sea Cruises e da Awesome Adventures têm muita informação e os tickets podem ser comprados por internet.

Quais ilhas valem a pena?

Eu estive em Malolo Lalai, BeachComber em Mamanucas, Waya(Octupus) e Mantaray nas Yasawas. Recomendaria Castaway e Blue Lagoon, que não pude ir porque estavam lotadas, mas ouvi maravilhas. Claro que isso tudo depende do seu budget e das suas preferências.


Waya (Octopus), uma das minhas preferidas

Os resorts de Malolo Lalai fazem mais o estilo romântico, BeachComber é pura festa e gente jovem. Já a Waya (Octopus) é mais familiar e Mantaray é mais voltada pra a galera que curte fazer mergulho.

Comprar pacotes fechados ou viajar por livre?

Nós como sempre viajamos sem pacotes e tivemos a liberdade de escolher as ilhas e quantos dias passar em cada uma delas. Mas alguns albergues de Sydney vendem pacotes voltados para mochileiros que estão super bem de preço, voltados pra galera que viaja sozinha e gosta do estilo backpacker.

É cara??

Muita gente me pergunta isso e eu sempre digo que é. Mas claro que comparado com Austrália é barata. À parte dos gastos com locomoção e alojamento, seus gastos serão com a comida (geralmente estipulada por cada resort, já que você terá que comer lá) que giram em torno de 45 dolares australianos por dia, por 3 comidas. Gastos adicionais  como atividades aquáticas também são um gasto à parte.
Um equipamento de snorkel pode variar entre 10 a 50 doláres diários dependendo do hotel. 
Atividades como Paddle Surf também são cobradas. Canoagem geralmente é grátis.


Paddle Surf em Waya (Octopus) 

Canoagem nas águas transparentes de Malolo Lalai


Proximos posts darei detalhes de cada ilha visitada.



You Might Also Like

5 comentários

  1. Oi, Laise. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Boia - Natalie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!!!Estou muito feliz de participar do #Viajosfera! Um grande abraço!

      Excluir
  2. Oi!Teus gasto por dia para 3 refeições café, almoço e janto foi por aud45.00???
    Se não fosse pelos preços das passagens, não compensaria mais viajar dentro do Brasil.
    Nas Ilhas Fiji você gasta beeemmmmm menos!!
    Entendi bem???
    Abraços.
    Luciana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo:Teus gastos.....e jantar foram por...........

      Excluir
    2. Olá Lu! Obrigada pela visita!! É isso mesmo, a maioria dos resorts cobram uma taxa fixa que varia de 70 a 80 doláres FIJIANOS, que é mais ou menos 45 a 50 doláres australianos. Viajar desde o Brasil para Fiji é realmente caro, mas saindo da Austrália as passagens são mais baratas. Há dez anos que eu deixei o Brasil, mas pelo que eu tenho visto viajar por aí anda mesmo muito caro. Um abraço e seja sempre bem-vinda!!!

      Excluir

Fazemos parte