Barcelona: Te quiero!!

04:42:00

Nunca foi novidade pra ninguém que sempre fui apaixonada por Barcelona. Desde a primeira vez que pisei na cidade catalana, morri de amores.

Agora quase oito meses longe do "meu amor" vejo o quanto o astral de Barça me faz falta. 
Pra quem não sabe, foi numa visita de quatro dias que a cidade conquistou meu coraçao e me fez largar tudo para viver lá.


Vista da minha antiga casa


Quando visitei Barcelona como turista, fiz uma programação típica. Visitei a Sagrada Família, Casa Batló e  Parc Guel.


Minhas últimas visitas aos dois cartões postais da cidade 

Parc Guel

Me lembro de quando cheguei pra morar lá, adorava caminhar pela cidade sem rumo. Cruzava todo o Passeig de Grácia até Plaza Catalunya, admirava os artistas de rua nas Ramblas, me perdia pelo Bairro Gótico.

Las Ramblas

Com o tempo também comecei a gostar de caminhar pela lotada Barceloneta, e admirar a vista do alto do Tibidabo como moradora da cidade.


Tibidabo

A sempre lotada Barceloneta


Também tenho que dizer, que uma cidadezinha a 40 km de Barcelona também mora no meu coração: Sitges. Foi lá que morei desde que cheguei. A cidade é conhecida como um destino "gay". Mas familias, casais , solteiros e solteiras são muito bem-vindos. Conheci uma inglesa que me disse que o que ela mais gostava de Sitges era essa liberdade de você ser o que você quiser, sem ser questionado por ninguém.



 Gostava tanto da badalação do verão, com praias lotadas e muita festa até a tranquilidade do inverno.

Na esquina de casa

Outra coisa que eu gostava tanto em Sitges como em Barça, é que a cidade não parava um só dia. Sempre tinha um bar novo pra conhecer, um restaurante novo pra provar, uma balada de segunda a segunda pra ir.
Sem falar em outros tantos eventos culturais e peças de Teatro na Paralel, bairro bohemio, cheio de teatros e salas de cinema.
Era fácil desfrutar dos eventos no Poble Spanyol, com Djs famosos até shows pela tarde.


Poble Spanyol

Paralel e seus musicais e obras de teatro

Outra coisa fascinante de Barça é que é fácil se locomover do mar à montanha na mesma cidade. É possível esquiar a poucas horas e desfrutar das praias da Costa Brava em um par de horas.
A neve dos pirineus catalãs


Tem muita gente que aproveita a pasagem por Barça e visita Figueiras, a 120km, onde está o Museo Dalí.
Museo Salvador Dalí


Seguindo caminho até a famosa Costa Brava é possível visitar as famosas praias de Tossa del Mar, Cadaqués e Roses, onde durante muitos anos foi "casa" do restaurante do conhecido chef Ferran Adriá


Cadaqués

Claro que não amo só essa cidade pelas suas atrações turistícas, também tem o lado pessoal de ter conhecido pessoas que viraram grandes amigos, e pelo fato do Gerard ser "Barcelonês".

Barcelona foi minha casa durante 7 anos e guardo no meu coração todos os momentos que vivi naquela cidade.



Por isso que neste post, me declaro publicamente: Barcelona, t´estimo!







You Might Also Like

0 comentários

Fazemos parte