Um pouco de Tunís- A capital da Tunísia

05:28:00

Adoro viagens de última hora. Minha viagem a Tunísia foi exatamente assim. Encontrei uma amiga, ofereci uma carona pra ela e fomos conversando no caminho, então ela me contou que estava indo pra Tunísia visitar sua irmã , daí eu disse:" Posso ir com você?" Recebi um sincero sim e minha wood-face me levou para minha primeira viagem ao continente africano.
Minha amiga foi na frente e eu comprei minha passagem na mesma semana já que só tinha quatro dias disponíveis.
Desde Barcelona e Madrid há vôos diretos com TunisiAir. O vôo tem duração de mais ou menos três horas e achei o tratamento da companhia áerea muito bom. Brasileiros não precisam de visto, só a confirmação do vôo de volta.
Passei quatro dias na capital, mas recomendo mais dias para percorrer todo o páis. Além de banhada pelo Mar Mediterrâneo é uma das portas de entrada para o deserto do Saara. Muitas experiências bacanas num só lugar.

Há conexões a Tunísia desde quase todas capitais européias


Sidi Bou Said

Quando cheguei minha amiga e sua irmã já me estavam esperando. Aproveitamos que estavámos perto da famosa Sidi Bou Said e fomos visita-la logo depois de deixar as malas em casa.


É um bairro bem típico da capital tunisiana com ruelas e casinhas pintadas de branco,  janelas e portas pintadas de azul. Muitos comparam com cidadezinhas da Grécia. E a comparação não pára por aí: Desde o Café das Delícias há uma vista ao Mediterrâneo preciosa, que em dias de sol se pode ver a ilha italiana Sicília segundo os moradores locais.
Vários cruzeiros que passeiam pelo Mediterrâneo têm Tunez como parada obrigatória.



Café das Delicias



Passeamos por toda Sidi Bou Said. Encontrei o bairro bem vazio, diferente dos meses de verão que está sempre cheio. Aliás, a melhor época para viajar ao país é na primavera ou no outono, já que no verão além de cheio é bem caloroso.
Terminamos o dia fumando uma chicha com aroma de maçã, em um dos cafés mais famosos do bairro.


O centro da capital

Eu estava louca pra conhecer a Medina de Tunéz. Sempre achei que aquele ir e vir de tanta gente e os comerciantes gritando no mínimo curioso. A irmã da minha amiga nos levou  no dia seguinte para fazer umas comprinhas. 
Confesso que fiquei assustada ao princípio com tanta negociação para comprar um simples imã de geladeira ,mas depois tive que me acostumar. O comercio é muito famoso pela venda de tapetes e desde um segundo piso de uma das lojas conseguimos apreciar uma vista de toda a Medina.
Vista da Medina tunisiana

Loja de tapetes


Uma das famosas Mesquitas da cidade

A confusa e estreita rua dos comerciantes

Também provamos a comida local, já que a oferta de restaurantes típicos é grande nessa zona.

Praias

A Tunísia é famosa entre os europeus como destino de verão. Quando fui a temporada já tinha acabado, mas ainda assim visitei uma das praias da capital. 
As mais recomendadas são as de Pedrucillo e La Goulet, mas seguindo o conselho da irmã da minha amiga que morava lá fomos a Garmmarth platje.




Foi nessa praia que eu andei de camelo pela primeira vez. É bem comum fazer travessias em camelos pelas praias da capital.




Entre as praias mais populares do páis estão as de Monastir e a ilha de Djerba.

A cidade Perdida de Cartago


Cartago que já foi a maior cidade de África. Foi fundada pelos fenícios e o que restou foram ruínas. É considerado Patrimonio da Humanidade pela Unesco e é uma das paradas obrigatórias pra quem visita o país. Pecorrer toda a cidade é demorado, principalmente porque para se locomover entre os principais monumentos é necessário um véiculo.
Ao todo são cerca de doze lugares visitáveis com um espaço de cerca de dois quilometros entre cada um deles.











Também existem vários museus contando toda a história da cidade de Cartago como o Museu do Bardo, que reúne mosaicos romanos e bizantinos. A entrada é gratuita.


Meus quatro dias na capital foram suficientes, se tivesse a oportunidade visitaria o deserto do Saara já que a experiência deve ser única. O destino não é muito comum entre os brasileiros ,já que a maioria que visita o norte da África opta pelo Marrocos.
A Tunísia me pareceu um país bastante seguro, com muita coisa pra visitar e um destino perfeito pra ser descoberto!!!





You Might Also Like

2 comentários

  1. Adorei. Impressionante a semelhança com a Grécia. Tem uma foto sua que poderia ser em Santorini! Se não fossem esses mercados (tenho pavor de pechinchar, acredita?), era um destino que eu gostaria de ir, ehehehe. Abração e parabéns pelo post

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela visita Gleiber! A semelhança com a Grécia é impressionante, principalmente a zona de Sidi Bou Said! Confesso que penchichar é meio assustador nos países arábes, mas depois eu já me divertia!
    Abraço e obrigada mais uma vez!

    ResponderExcluir

Fazemos parte