Visita ao Monte Nebo e Mar Morto - Jordânia

01:33:00

Como já não tinhámos muito o que fazer na capital, decidimos negociar um taxi para nos levar ao Mar Morto e ao Monte Nebo.
O recepcionista do hotel nos indicou um taxista, carinhosamente chamado de Nice. Colocamos esse apelido nele porque a única palavra em inglês que ele falava era “nice”.
Como o inglês dele era bastante limitado, ele chamou um primo seu que tinha uns 60 anos para nos acompanhar, e a verdade que foi muito legal ter tido a compania dos dois. O Nice era super engraçado e seu tio sabia muito da história da Jordânia e da Palestina além de falar super bem inglês.
O caminho desde Amã até o Mar Morto dura mais ou menos duas horas. O  Nice fez uma parada no caminho para que pudessémos conhecer Madaba, uma cidadezinha com uma igreja ortodoxa conhecida, e mosaicos da época bizantina. Na verdade o lugar é conhecido como Cidade dos Mosaicos.



Mosaicos em Madaba


Demos um pequeno passeio, mas não conseguimos entra na Igreja porque estava fechada.
Desde ali seguimos a Monte Nebo, que ficava em torno de meia-hora desde de Madaba. Pra quem não sabe, foi ali onde se mostrou ao profeta Moisés a terra prometida e é onde, em teoria, está a tumba do profeta, ainda que ninguém nunca chegou a encontrar seu lugar exato. Hoje em dia lugar é lugar de peregrinação.


Eu adoro História e tinha curiosidade de conhecer esse lugar. O primo do “Nice”, que era de Israel, nos dava uma verdadeira aula.
Desde ali se pode ver o Mar Morto e em um dia claro até se pode ver Jerusalém, Belém e Jericó.

As distâncias desde Monte Nebo 


Também há uma cruz com uma serpente em volta, que representa o momento em que o rofeta foi caminhando com os judeus em direção a terra prometida. E para mostrar que podia realizar um milagre, converteu um pedaço de madeira em uma serpente.




Outra coisa curiosa é a árvore dos desejos onde as pessoas escrevem em um pedaço de papel branco seus desejos e colocam na árvore. Há mensgens com os mais variados pedidos e idiomas.
Depois de uma verdadeira aula de história, descemos em direção ao Mar Morto. E encontramos belas paisagens pelo caminho.

Paisagens que encontramos no meio do caminho

O acesso ao Mar Morto custa cerca de 10 JD. É uma espécie de clube que dá acesso ao mar, com restaurante, lugares para tomar banho e claro, lojinhas vendendo produtos feitos para a pele.
O Mar Morto leva esse nome justamente pela falta de vida, é dez vezes mais salgado que os oceanos e é o ponto mais baixo da Terra.
Passamos um bom tempo por lá aproveitando a sensação de boiar naquelas águas e tirar a foto clichê do local.



Voltamos para Amã já no finalzinho da tarde já que no outro dia embarcavámos para o principal destino da nossa viagem: Petra.
O "Nice" nos cobrou cerca de 100 JD ( 50 cada). Um dia antes pesquisamos preços com os taxistas de Amã e a maioria cobrava em torno de 200 JD, assim que valeu a pena. 
Na região do Mar Morto, quase não há hotéis. O melhor é alugar um carro e ir por conta própria ou contratar um tour e voltar no mesmo dia.




You Might Also Like

0 comentários

Fazemos parte